Crenças limitantes

Os fatos são neutros, ou seja, não necessariamente são classificados como “bons” ou “ruins”, apesar de esta ser a nossa primeira reação. A interpretação dos eventos é individual, por isso, uma mesma situação pode acontecer a duas pessoas e ter consequências completamente diferentes para elas.

Isso acontece porque tudo que vivemos passa por um filtro interno, chamado de crenças. As crenças são formadas durante toda nossa vida, a partir de experiências, e representam tudo que acreditamos. Elas constituem uma espécie de “lente” – a forma como enxergamos o mundo. Na prática, é o modelo mental que usamos para pensar e, consequentemente, agir.

Crenças limitantes são aquelas formadas com base em interpretações negativas das experiências que vivemos e são assim chamadas porque limitam o potencial de quem a carrega. No dia a dia conseguimos identificá-las nos traumas, verdades absolutas e padrões de pensamentos sabotadores.

O melhor caminho é buscar novos significados para crenças limitantes, ou seja, novas interpretações dos eventos. Por isso, se pergunte mais: de que outra forma posso ver esse fato?

5 comentários em “Crenças limitantes”

  1. hoje consigo entender esses pensamentos sabotadores… estou tentando não cair nas armadilhas que meu cérebro insiste em me colocar, não é fácil…
    Cecilia, a educação de 30 anos atrás dos meu pais podem ter uma parcela de culpa nestas crenças limitantes?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima