Minha visão (um pouco polêmica) sobre carreira

Para mim, carreira é uma ferramenta para manifestar talentos e interesses. 

Antes, as pessoas eram pressionadas a “ganharem muito dinheiro”. Isso era a medida do sucesso. Estamos superando essa fase. 

Hoje, às vezes, sinto que a pressão apenas mudou de foco. Tem sucesso quem “encontrou sua missão”. 

Acredito, sim, que evoluímos. Mas, talvez, fomos de um extremo ao outro. 

Existe missão individual? Todo mundo tem uma? E apenas uma? Essa missão deve vir a ser sua carreira? Vamos “julgar” quem trabalha por trabalhar? 

Acredito, que TODOS temos talentos e interesses únicos e especiais. Torço (e trabalho) para que cada um de nós tenha sensibilidade e disciplina para conseguir vincular sua carreira a eles. 

Além disso… 

Acredito que a “missão” pode mudar muito ao longo da nossa vida, afinal, nós mudamos. E precisamos nos adaptar. Então, você pode descobrir uma segunda, uma terceira missão… 

Acredito que uma etapa importante desse processo é identificar como monetizar esses talentos e interesses. Dinheiro importa. Se não, é voluntariado (que também é ótimo, mas é outra coisa). 

Acredito que, até mesmo para quem conseguiu fazer tudo isso, os dias, às vezes, vão ser difíceis… O trabalho carrega um peso enorme de responsabilidade. Se não, é diversão (que também é ótimo, mas é outra coisa).

Acredito que as circunstâncias podem tornar essa ideia mais ou menos aplicável às pessoas. E, para algumas, nem seja tão importante assim “amar” seu trabalho. Temos que respeitar isso. 

Você concorda?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima