Transição de Carreira: vale a pena conciliar dois trabalhos?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

É muito comum que, durante a fase de transição de carreira, algumas pessoas optem por conciliar dois trabalhos ao mesmo tempo.

Mas como saber se esta é a melhor escolha para o seu caso? Vamos lá! 

1. Recursos limitados: vantagens e desvantagens de conciliar dois trabalhos

Primeiramente, é preciso ter consciência que o nosso tempo e energia são RECURSOS LIMITADOS! E isso é igual para todas as pessoas. Desse modo, precisamos fazer a melhor utilização desses recursos pensando no custo benefício do seu uso.

Eu adoraria ter mais horas no meu dia para fazer tudo que eu desejo, mas como adultas precisamos lidar com a realidade, ou seja, nosso dia tem 24 horas e precisaremos escolher o que fazer nesse tempo. Então, tudo não cabe neste período de tempo. Mas pode caber muita coisa no seu dia, especialmente se você fizer uma boa gestão do seu tempo

Nesse sentido, conciliar dois trabalhos não será tarefa fácil, será uma fase de muitas abdicações em relação a vários aspectos da vida. O principal deles é que você DIFICILMENTE conseguirá dar o seu melhor nos dois trabalhos e, assim, tenderá a ter um desempenho menor e isso impactará diretamente o seu avanço nas duas carreiras, o que pode te impedir de crescer na velocidade que gostaria. 

Além disso, a rotina de conciliar dois empregos pode ser muito desgastante física e emocionalmente, pois vai demandar o desenvolvimento de mais atividades, vai demandar mais horas do seu dia e da sua semana, bem como você não terá muito tempo livre para seu lazer. Também é possível que, em certo ponto, a execução de tantas atividades se torne inviável na sua rotina. 

Em contrapartida, se a sua transição for bem planejada, tiver um prazo para finalizar e objetivos claros, ela pode ser muito benéfica para a sua carreira. No nosso podcast a Mel e a Débora contaram um pouco das suas experiências ao conciliarem dois trabalhos. Mas preciso te ALERTAR, essa não é a regra.

2. Fenômeno “ao mesmo tempo”: não caia nesse mito, FAÇA escolhas

Nesse fenômeno a pessoa pensa que está evoluindo bem na sua carreira, mas na verdade ela está tentando fazer tudo ao mesmo tempo e ela não vai conseguir. Tudo é muita coisa e, como falei antes, precisamos lidar com a realidade de que nosso  tempo e nossa energia são recursos limitados.

Em razão da ausência de planejamento, Escolha Cuidada e priorização frente aos recursos limitados, é possível que ao final de um ano a pessoa tenha falhado em tudo que ela se propôs a fazer, pois ela não estava focada em nenhuma das atividades. Analisando essa fase da sua vida, é comum que a pessoa tenha a sensação de que nada deu certo para ela

Na verdade, o que ocorreu é que ela não se dedicou o suficiente para que um dos caminhos desse certo, pois dispersou sua energia entre várias atividades. Preciso te alertar, você não é uma vítima do destino e nada dá certo para VOCÊ. Você é apenas mais uma pessoa que precisa tomar decisões e concentrar os seus recursos em um Plano de Carreira para fazer seus objetivos darem certo

Quando uma pessoa tenta fazer várias coisas ao mesmo tempo é porque ela pensa que assim ela estará minimizando os riscos de dar errado – “se um caminho der errado, tudo bem, eu já estou com outro”. Se fosse tão simples, todas as pessoas do mundo estariam fazendo de tudo ao mesmo tempo, porque ninguém ia querer correr tantos riscos. A verdade é que a vida não dá garantias, então você precisará escolher ou vai continuar tendo uma carreira medíocre.

A importância de priorizar: A grande maioria das pessoas de sucesso que você admira fizeram escolhas e focaram em seus objetivos. Às vezes, a escolha mais arriscada que você pode fazer é não escolher e, por isso, tentar conciliar vários projetos ao mesmo tempo. Nesse caso, você terá menos chances de que um deles dê MUITO certo. Isso não quer dizer que conciliar não seja uma opção viável em alguns casos, inclusive tenho alunas específicas que recomendo essa estratégia, mas essa não é a REGRA.

3. Critérios para decidir sobre conciliar ou não 

Se em seu planejamento de carreira fizer sentido conciliar dois trabalhos, garanta que:

  1. Você tem consciência das suas limitações e que você não conseguirá investir todo seu tempo, recursos e dedicação nos dois trabalhos. Como você estará dividida entre os projetos, isso pode limitar seus resultados nos dois.
  2. Você precisará de uma rotina que viabilize você se dedicar o máximo possível aos dois projetos. Então, avalie se você tem disponibilidade de tempo na sua agenda, antes de assumir um novo compromisso.
  3. Tenha planos concretos para médio e longo prazo.