A culpa é sua

Qualquer que seja o seu nível de satisfação – a culpa é sua.

Nossa felicidade depende de muitos fatores – alguns internos (sobre os quais exercemos algum controle) e outros externos (sobre os quais não exercemos nenhum controle). Nós temos uma tendência natural a buscar “culpados” pelas situações que não nos agradam, seja um trabalho que não nos realiza, um relacionamento que não agrega, um estilo de vida que não satisfaz… E isto se manifesta de várias formas:

“Se ao menos minha chefe fosse mais compreensiva…”

“Ele nunca parece se comprometer comigo de verdade…”

“Para quem tem tempo de sobra, é fácil…”

Colocar-se nesta posição de vítima, apesar de parecer mais “confortável”, é altamente destrutivo e agrava muito qualquer situação. Pensa bem: é mais fácil culpar o mundo, as pessoas ou até o azar do que assumir nossa parcela do problema, né?!

Em toda situação, nós podemos nos concentrar naquilo que está sob nosso controle ou naquilo que não está. Qual dos caminhos você acha mais construtivo? Até quando pensamos que NADA depende de nós, isto não é verdade. No mínimo, temos controle dos nossos pensamentos e atitudes. E isto muda tudo.

Autorresponsabilidade é a crença de que você é o único responsável pela vida que leva e, consequentemente, o único que pode mudá-la. Se você acreditar que você mesmo te trouxe até aqui, também pode acreditar que é você quem vai te tirar daqui. Faz sentido, né?!

Uma pessoa autorresponsável confia que:

  • Sua realidade neste momento é consequência das escolhas que tomou.
  • As escolhas que tomar, a partir de agora, vão criar a sua realidade futura.

Viver essas afirmações é a nossa maior liberdade!

“A autorresponsabilidade é a pedra fundamental que sustenta o caminho da autorrealização.”

Sri Prem Baba

Contem comigo!
Beijos,
Cecilia

2 comentários em “A culpa é sua”

  1. Adorei receber seu e-mail hoje. Semana passada estive refletindo sobre o rumo da minha vida e como melhorá-la só depende de mim, achei o termo autoresponsabilidade muito justo e faz todo sentido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima